Programa 18 Junho

A feira virtual realiza-se nos dias 17 e 18 de junho e integra exposição de empresas em stand, apresentações das empresas (Speed Dating Spot) e  Webinars (À conversa com…).

Programa de dia 18 de Junho:

11h30 -“À conversa com.. Carlos Maia (Hays) e José Sintra (Vieira de Almeida) sobre “Novas Gerações e o Futuro do Trabalho”, com moderação de Marianela Silva (FDUP)

As gerações Y e Z estão a mudar o mercado de trabalho? Uma conversa que ajudará a refletir sobre as necessidades das novas gerações de profissionais e a antecipar respostas a questões como: “Como é que as novas gerações e o futuro do trabalho vão impactar novas formas de aprendizagem, influenciar a gestão de talentos, a comunicação,inovação e transformação digital?”

12h30 – À conversa com… os empreendedores Rosa Romero (Sphere Ultrafast Photonics), Hélder Crespo (Sphere Ultrafast Photonics) e João Capelo (Canal 180) sobre “Empreendedorismo: um estilo de vida?” com moderação de Cláudio Santos (U.Porto Inovação)

Uma conversa em que se pretende desconstruir a ideia de que empreender é apenas e só criar uma empresa ou um negócio. Na voz de três empreendedores tentaremos falar sobre as escolhas que se fazem, sobre a visão disruptiva relativamente à realidade, sobre imaginar e criar, sobre oportunidade, liderança e foco.

14h30 – À conversa com… dois investigadores e alumni U.Porto: Pedro Resende (i3S/Chaperone) e Nuno Camboa (Goethe University Frankfurt), sobre “Carreira científica”, com moderação de Paula Lopez Perez (Career Development Coordinator i3S)

Muitos jovens que estão a terminar as suas licenciaturas e mestrados têm questionado a importância de realizarem um Doutoramento e de prosseguirem uma carreira científica. Neste webinar convidamos três investigadores que além de partilharem os seus percursos profissionais irão abordar a questão das competências pessoais, sociais e profissionais que se desenvolvem ao enveredarmos por um Doutoramento e por uma carreira científica (dentro ou fora da Academia).

16h00 – À conversa com… Clara Não (alumni FBAUP/Ilustradora) “Percursos nas áreas criativas”, por Inês Capêlo (FBAUP)

Tirar um curso não é garantia nem sinónimo de que se vai trabalhar na área de formação. Belas Artes é das áreas associadas não só a baixa empregabilidade como das mais difíceis de definir o que é a empregabilidade. Da entrada na Licenciatura para ser designer de interiores até a ilustradora ativista feminista, Clara Não fala do percurso académico e profissional e da importância da realização pessoal.

 

Leave a Reply