18 de Junho | 14h30 – Carreiras científicas

À conversa com… dois investigadores e alumni U.Porto: Pedro Resende (i3S/Chaperone) e Nuno Camboa (Goethe University Frankfurt), sobre “Carreira científica”, com moderação de Paula Lopez Perez (Career Development Coordinator i3S)

Muitos jovens que estão a terminar as suas licenciaturas e mestrados têm questionado a importância de realizarem um Doutoramento e de prosseguirem uma carreira científica. Neste webinar convidamos três investigadores que além de partilharem os seus percursos profissionais irão abordar a questão das competências pessoais, sociais e profissionais que se desenvolvem ao enveredarmos por um Doutoramento e por uma carreira científica (dentro ou fora da Academia).

Aceder ao Webinar em WebCast

 

Paula Lopez Perez

Career Development Coordinator i3S

She has an original background in Chemistry from University of Santiago de Compostela (Spain); a PhD in Biomedical Engineering from the University of Minho (Portugal) and 7 years of postdoctoral experience with her core fields of research spanning from biomaterials development and tissue engineering to fundamental molecular biology and anti-microbial peptides. Since she started the PhD, she worked in five academic labs and one company across five different countries, experiencing very different working practices and mingled with people of extremely diverse cultural, ethnical and religious backgrounds.

This experience together with her natural drive of building and nurturing human relationships at the working place and beyond woke up her interest on personal and professional development and she used a career break as a full-time mum to make the transition on career development position.

Pedro Resende

Investigador i3S / Chaperone

Pedro licenciou-se em Biologia na Universidade do Porto. Iniciou a sua carreira como investigador nas áreas de Genética populacional e Oncobiologia, em dois laboratórios do IPATIMUP, no Porto. Mudou-se depois para o Reino Unido onde trabalhou na sede europeia de R&D da Pfizer. Depois de uma experiência de 1 ano na indústria, foi fazer um doutoramento na Califórnia na área de células estaminais, no Salk Institute em San Diego e na UCLA. Em 2013, voltou a Portugal e, actualmente, é investigador no i3S, Porto. A sua linha de investigação procura entender como alterações genéticas nas células estaminais adultas podem levar ao desenvolvimento de tumores. Paralelamente ao seu papel como investigador, co-fundou duas associações profissionais, assumiu desafios na área de Policy Advice e Consultor na área de Inovação em Saúde. Mais recentemente, entrou na área de empreendedorismo e é co-fundador e diretor da Chaperone, uma plataforma de desenvolvimento de carreira para cientistas.

Nuno Camboa

Goethe University Frankfurt

Leave a Reply